Modelos prevem LA NIÑA de curta duração

Espera-se que o evento seja de curta duração e termine no outono de 2018.

Na última quinzena alguns indicadores oceânicos e atmosféricos do evento de La Niña diminuíram indicando um evento de LA NIÑA fraco.

Modelos climáticos mostram que as temperaturas no Oceano Pacifico podem diminuir ainda mais em janeiro de 2018, porém estes modelos também indicam que o evento deverá ser de curta duração, com menor influencia nos padrões de precipitação sobre o Rio Grande do Sul durante o verão em comparação com eventos de la nina mais fortes.

Ou seja, o verão deve ser mais seco que a média, mas a seca será menos intensa comparada a ocorrida nos anos de 2011-2012.

Compartilhe

Comentários